ON THE ROAD

Desde pequenininho, eu pensava nisso. Sair andando pelo mundo, que fosse à pé, de trem, de bicicleta, de motocicleta, sempre em frente, sem olhar pra trás. Fui crescendo e, na juventude, deparei-me com Easy Rider, me apaixonando por Peter Fonda e Dennis Hopper. Mais tarde, já adulto, veio Paris-Texas. Caminhar, caminhar, caminhar por trilhas, por trilhos de trem, estradas de terra, caminhos de pedra, sem destino. Sempre achei que devia ser muito bom isto. De vez em quando acontece. Não estudo mapas, não faço roteiros, sei que sou meio egoísta, mas sempre tenho companheiras ao lado que se ocupam de tudo e gostam, se entusiasmam com os caminhos, as estradas, os vilarejos, as cidades, os lugares desse mundo de meu Deus. Hoje, tudo mais facilitado pelo Waze. Pegamos logo cedo  a estrada rumo ao estado da Paraíba. Foi assim que vimos muitas coisas. Lavadeiras encarando trouxas e mais trouxas de roupa, esfregando peça por peça com água corrente do rio. Batendo tudo com um pedaço de pau, talvez um taco de beisebol, pra amaciar, depois esticar, quarar e colocar no varal. O vento norte é forte, vento bravo que não para, seca tudo em quase minutos. De tempos em tempos víamos o mar e matávamos a saudade. encontramos casas, casas coloridas, casinhas tão simples como aquelas que desenhávamos no Grupo Escolar Pandiá Calógeras. Passamos por aventureiros em Kombis azul calcinha, vimos barquinhos estacionados, cansados de pesca. Passamos por reservas de cachaça guardadas em barris de carvalho, vimos até uma bandeira de Cuba com a figura de Che Guevara., tipo soy loco por ti, Rio Grande do Norte. Passamos raspando na Paraíba e chegamos a Baía Formosa, a cidade de ítalo Ferreira, orgulho de todos. Foi quando a tarde caiu e soubemos da morte de Cristiana Lobo. Um minuto de silêncio por ela. Soubemos também que Gil é o novo imortal da Academia Brasileira de Letras. Eu já sabia. O Waze nos informa que estamos em Tibau do Sul, Waze que, segundo Gil, é um nome feio mas o melhor meio de você chegar.  Agora é tentar por ordem no álbum de fotografias.

texto/fotos Alberto Villas

 

 

2 comentários em “ON THE ROAD

  1. Os textos são deliciosos….e com essas fotos maravilhosas….Alberto você é dezzz! Tô aqui me preparando para os 35 anos do programa de Rádio e 50 de carreira…ano que vem…Ebaaa…Beijaoo prá você.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s