O SOL DE SEGUNDA-FEIRA

A guerra na Ucrânia desapareceu das manchetes principais dos três mais importantes jornais do país

A suspensão e a volta relâmpago do Telegram na manchete principal da Folha

Na foto em destaque na primeira página, a inclusão, esquecida pelo serviço público

 

O temporal volta a amedrontar e a matar em Petrópolis

João Montanaro, na página A2

É preciso uma lupa para ler notícias da guerra na primeira página

A seção Erramos deveria se chamar Depois que o estrago foi feito

Sim, é ano de eleição

Grandes Guerras Pequenas Chamadas. Cadê a lupa?

O Globo pelo menos deu uma foto dos combates em destaque na primeira página

Na capa do Segundo Caderno, o livro que conta a história do Pasquim. O livro Rato de Redação foi sugerido na semana passada pelo SOL.

Devem voltar! Machete de previsão. Tipo, deve chover, deve ganhar, deve morrer…

Verde que te quero verde, SP!

No Estadão também, lupa para ler as últimas da guerra

Na capa do C2, a chegada ao Brasil da editora portuguesa Assírio & Alvim

No Valor, a manchete também vai pro Telegram

EUA X Rússia X China. Assunto de capa da Veja desta semana

A revista Veja Saúde é boa, mas esta capa está medonha

Preta Gil na capa da Claudia

Em três jornais importantes do mundo, a guerra continua nas manchetes principais

A guerra está na capa das últimas cinco edições da Der Spiegel, revista semanal de informação da Alemanha

E está nas duas capas da Time também que saíram esta semana

Ops, e na capa da Bloomberg Businessweek também

NOTA 1000

Para a reportagem especial exibida ontem de manhã sobre o trabalho e a vida do jornalista José Hamilton Ribeiro, no Globo Rural. Impecável! Uma aula de Jornalismo e emoção. Zé Hamilton merece.

NOTA 0

Para o Fantástico, que gastou preciosos minutos do programa para entrevistar Sabrina Sato, que não tinha absolutamente nada a dizer

NOTA 0 À ESQUERDA

Como se não bastasse, em seguida, foi exibida uma entrevista com a cantora Joelma que também não tinha absolutamente nada a dizer

É assustador ver a média diária da audiência do canal de Silvio Santos, na última sexta-feira

Tinha quatro gaiolas de passarinhos. Numa, um pintagol com a asa quebrada, noutra, um casal de periquitos holandeses, na terceira, um canarinho da terra e na última, um coleiro. Cuidava deles oferecendo mistura fina, água fresca, ovo cozido, jiló, al… Leia mais em https://www.cartacapital.com.br/opiniao/agora-sao-outros-quinhentos/. O conteúdo de CartaCapital está protegido pela legislação brasileira sobre direito autoral. Essa defesa é necessária para manter o jornalismo corajoso e transparente de CartaCapital vivo e acessível a todos

Vimos no Facebook:

No nosso cursinho intensivo SOL de Jornalismo, deparamos, no sábado, com uma das manchetes mais preguiçosas dos últimos tempos. Será que da entrevista ou o conteúdo do novo disco não sairia uma manchete mais criativa? Sugerimos para o próximo número a manchete: O dia vai amanhecer!

O SOL bate palmas diariamente para os cartunistas. Mas hoje, pedimos licença para dizer que o Kleber Sales (que consideramos muito bom) errou a mão. Difícil sacar que a figura acima é o Sergio Moro.

Um comentário em “O SOL DE SEGUNDA-FEIRA

  1. NÃO NOS ILUDAMOS, O PERCENTUAL DE VOTOS QUE AS PESQUISAS ATRIBUEM A SÉRGIO MORO, VAI TODO ELE MIGRAR PARA BOLSONARO QUANDO PERCEBEREM QUE SEU CANDIDATO NÃO TERÁ VEZ NAS ELEIÇÕES. A DIREITA, AO CONTRÁRIO DA ESQUERDA, FAZ QUALQUER COISA E SE UNE PARA EVITAR A VITÓRIA DE LULA!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s